Por Lu Valim, em 15 de abril de 2014 – Receitas Fit.
Frutas de Páscoa

Colunista: Bia Nauiack

Decidi presentear meus pais com uma Páscoa mais saudável, mesmo que seja com chocolate, que ele seja com frutas e castanhas!!!!


Comprei frutas (figos e morangos) e desidratei. Eu tenho um desidratador que ganhei da minha sogra e é muito fácil de usar. Mas também comprei damascos e ameixas já desidratadas para nossa receita.
Espero que todos tenham uma ótima Páscoa e que seja a mais saudável possível!!!

FRUTAS DE PÁSCOA

Ingredientes:

  • Frutas desidratadas
  • Castanha de caju torrada e moída
  • Leantella ou outro creme de avelã de sua preferência, eu usei Leantella
  • Chocolate 85% cacau, usei Lindt

 

 

 

Preparo:

  • Corte as frutas desidratadas ao meio.
  • Passe Leantella em uma das metades da fruta e grude-as de volta.
  • Derreta o chocolate.
  • Passe então os sanduíchinhos de fruta com Leantella neste chocolate derretido, em seguida passe-os na castanha. Eu mergulhei somente até a metade do sanduíche de fruta, acho que dá um colorido no presente aparecer um pedaço da frutinha, fica fácil para identificar a fruta (para quem usa várias frutas diferentes) e menos calórico.
  • Coloque em um tapete de silicone na geladeira durante 1h.
  • Estão prontos os presentes de Páscoa! É só colocar em caixinhas, em potes, ou como preferir presentear.

 

 

Eu achei que esses mimos de Páscoa ficaram ótimos, tem o doce das frutas e da Leantella e o chocolate 85% dando um contraste maravilhoso! É uma surpresa a cada mordida!
Feliz Páscoa a todos!!!

Bia . Eat Lean

IG @eatlean
eatlean@hotmail.com

Por Lu Valim, em 11 de abril de 2014 – Receitas Fit.
Cupcake de cenoura com calda de chocolate fit!

Colunista: Carla Fuganti

Hoje vou passar para vocês a receita de um cupcake delicioso!

Ingredientes:

  • 1 cenoura crua ralada (aprox. 120g)
  • 2 ovos inteiros + 2 claras
  • 4 cl. de sopa de farinha de soja (pode usar outra farinha, se preferir)
  • 2 cl. sopa de cottage
  • 1 cl. sopa sucralose (adoçante e quantidade de sua preferência)

 

Preparo:

Bata todos os ingredientes no microprocessador ou liquidificador até formar uma massa uniforme. Acrescente 1 cl. cha de fermento em pó e mexa bem. Pre aqueça o forno 180º e asse por aprox. 40 minutos.

Rende 5 Cupcakes nas minhas formas.

Receitinha da calda de chocolate:

Ingredientes:

  • 1 cl. sopa de cacau 100% em pó
  • 2 cl. sopa de whey ou caseina de chocolate
  • 1 cl. sopa de óleo de coco (derretido no micro)
  • 1 cl. sopa adoçante
  • 6 cl. sopa do leite de sua preferencia (usei Ades Zero)

 

Preparo:

Mistura tudo e está pronto! :D

IG da Carlinha: @carlafuganti

www.carlafuganti.com.br

Por Lu Valim, em 8 de abril de 2014 – Receitas Fit.
Queijo de Amêndoas

Colunista: Bia Nauiack

Essa semana fiz leite de amêndoas. Se alguém aqui já fez, sabe o quanto sobra de amêndoas trituradas que podem e devem ser aproveitadas. Eu faço sempre uma “ricota”, mas decidi fazer um “queijo” desta vez.

Achei um bom presente para meus amigos, incluindo os veganos (só 2 veganos, por enquanto)… Eu não sou, mas respeito suas formas de pensar e agir.

Queijo de Amêndoas

Ingredientes:

  • 1 xícara da sobra de amêndoas trituradas para fazer o leite vegetal*
  • 3 colheres de sopa de azeite de oliva
  •  suco de 1 limão espremido
  • 1 pitada de sal
  • temperos a gosto (eu fiz sem, para primeiro teste, mas vou colocar temperos na próxima vez)

* As amêndoas trituradas devem estar bem drenadas, drene-as o máximo que conseguir. Não há necessidade de tirar as cascas das amêndoas.

Preparo:

Pré-aqueça o forno a 230oC.

Misture bem todos os ingredientes em um bowl. Coloque a massa em forminhas de silicone, aperte bem para ficar uma massa bem compacta e fácil de retirar depois.

Asse por 30 minutos no forno a 230oC. Retire da forma de silicone e deixe assar por mais 15 minutos, para dourar em volta.

Sirva o queijo gelado, regado com azeite e ervas de sua preferência. Eu usei orégano somente.

Guarde na geladeira por 3 dias.

Beijos,

Bia . Eat Lean . @eatlean

eatlean@hotmail.com

Por Lu Valim, em 7 de abril de 2014 – Coluna Fitness.
Emagrecimento… Perda de peso?

Colunista: Rapha Laus

Ah, por mim aboliria todas as balanças do Universo! Instrumento que serviria como parâmetro para o peso corporal não é sinônimo das curvas esperadas e está longe de indicar um corpo saudável. Por quê???

Nosso peso corporal é composto basicamente de ossos, músculos, órgãos, água e gordura. Os números que indicam na balança é a totalidade deles. Entramos em um consenso de que o que precisa ser eliminado é a gordura corporal, o tecido adiposo. Grave a frase: “Músculos dão forma, gordura deforma.”

Pese dois quilos de músculo e dois quilos de gordura. Depois compare o volume deles. Uma pessoa com 60 kg com um percentual de massa gorda baixa com certeza apresentará uma imagem com menos volume. Em outras palavras, a imagem aparecerá distorcida. Já viu a frase: Falsa magra? Esse termo utilizamos para uma pessoa que tem um percentual de gordura alto, ao passo que a massa magra é baixa, e aparentemente ela é magra, será que é saudável? Como será que estão os níveis de colesterol, triglicerídeos, glicemia etc.?

Nosso corpo é um veículo e como todo veículo, necessita de combustível. O velho clichê cabe na frase: “Você é o que você come.” E para lapidar o corpo vamos para a atividade física. A balança seguindo essa linha de raciocínio deveria ser um parâmetro, indicativo de peso. Muito provavelmente o que mudará após algum tempo de reeducação alimentar e atividade física regular será a composição corporal, ou seja, a quantidade de massa magra e massa gorda. Seu peso não muda na balança? Inicialmente a perda de peso aparecerá de forma bastante significativa, em virtude da retenção líquida, logo após o que pode estar alterando será apenas a composição. Massa magra pesa mais que gordura!

Para eliminar gordura é necessário aumentar a massa magra. Quanto mais massa magra, mais haverá um aumento do metabolismo basal (metabolismo de repouso), onde se provocará a perda de gordura a médio e longo prazo, conseqüentemente também o condicionamento físico durante o treino irá aumentar.

Qual o treino ideal?

Escuto milhares de coisas todos os dias! A mais freqüente: “Quero emagrecer e definir”

O conceito de que a freqüência cardíaca elevada em atividade aeróbica para queima de gordura já está superada, visto que qualquer atividade física queima gordura. Se queima durante a atividade física ou após (como é o caso dos exercícios resistidos de musculação) pouco importa. O que eu sempre digo é que sem uma alimentação adequada todo esforço pode ir de água a baixo! Abdominal não “trinca barriga”, quem faz isso é dieta! Por baixo da gordura é que aparecem os músculos.

Todos os meus treinos prescritos são curtos! Sou a favor da coerência de musculação intensa de 5 a 6x na semana de 30 a 50 minutos, incluindo atividades aeróbicas 3x na semana. O método prescrito de altas repetições com baixas cargas e intervalos pequenos para emagrecimento não se comprova em termos de eficácia no emagrecimento, visto que esse método é utilizado por culturistas em épocas de competições com a finalidade aumentar a sobrecarga metabólica e levar mais água para o interior das fibras musculares, não é para emagrecer!

Não dá para se ter tudo de uma vez só! Emagrecer sem perder massa magra é quase uma incoerência. Com uma alimentação adequada e com a musculação o catabolismo muscular diminui consideravelmente, porém não é nulo. Para esculpir um corpo demanda tempo, disciplina, tempo e vontade.

Esqueça a balança! Utilize uma calça como parâmetro, e toda semana prove-a, veja a diferença e compare. Comece hoje a mudança que você quer ver em você! Ame-se a tal ponto para que a mudança de seus hábitos seja prazeroso e não uma obrigação. Lembre do que eu sempre falo: das tentativas de acertos e erros. Se a dieta não funciona, mude! Se o treino não está legal, troque! Mas não desista dos seus objetivos!

Rapha Laus

Instagram: @raphalaus_personal

Por Lu Valim, em 5 de abril de 2014 – Coluna Nutricional.
Chocolate

Colunista: Melissa Santos

Já que a Páscoa está chegando, que tal falarmos um pouquinho sobre o chocolate? :)

Produto obtido a partir do cacau, originário da América do Sul era consumido pelos Astecas e Maias antes dos Espanhóis o levarem para a Espanha e todo o resto da Europa. Inicialmente foi utilizado como bebida, um tanto amarga, feita da mistura do cacau torrado com água. Em meados do século XVIII, os franceses desenvolveram o chocolate com uma consistência sólida, porém mais pastosa do que a atual. Em 1910, no entanto, que finalmente a barra de chocolate começou a ser vendida.

Todos já sabem que o chocolate é rico em calorias e gorduras saturadas podendo contribuir para o aumento dos níveis de colesterol, riscos de doenças cardiovasculares e aumento de peso quando consumido em grandes quantidades. No entanto, a ciência trás boas notícias para os que apreciam o chocolate amargo.

Segundo um estudo publicado no “Journal of the American Medical Association” (2003), duas barras pequenas (10g cada) de chocolate amargo ao dia podem reduzir a pressão arterial em hipertensos e diminuir os riscos de infartos e derrames.

Somente o chocolate amargo possui uma grande concentração de cacau de onde provém os flavonóides e o polifenol, substâncias com poderes antioxidantes que reduzem o depósito de placas de gordura nas artérias prevenindo infartos e derrames. Em média, o chocolate amargo possui o triplo de antioxidantes do que o chocolate ao leite e branco.

No entanto, vale lembrar que os possíveis benefícios do chocolate amargo referem-se a uma quantidade limitada, ou seja, exagerar no chocolate pode provocar efeitos indesejáveis à saúde devido a sua elevada concentração de gorduras saturadas e açúcar simples. ;)

Nutricionista: Melissa Santos – CRN 1426
melinutri@gmail.com
(41) 3015-4431 / (41) 3285-3449

Especialista em Nutrição Esportiva, Fisiologia do Exercício, Nutrição Clínica Funcional e Fitoterapia Funcional.

Página 3 de 41234