Por Lu Valim, em 26 de julho de 2016 – Dicas Ideais.
Banho de acrílico nas unhas

O post de hoje é pra você que ama esmaltar as unhas e que adoraria que o esmalte durasse bem mais tempo.

Vou lhes apresentar a solução! :D

Bem, quem é mãe de bebê pequeno sabe a dificuldade de encontrar um horário livre para conseguir fazer as unhas. Na verdade, depois que virei mãe, a palavra “livre” sumiu do meu dicionário. Hahahaha…

Eu que sempre fiz as unhas semanalmente, de um ano pra cá, nunca mais consegui manter esse capricho. Foi conversando com a Pietra do Pietra Nail Bar que veio a sugestão da esmaltação em gel ou do banho de acrílico. Pronto, topei na hora!

Conversando com a manicure, decidi pelo banho de acrílico e gente… ESTOU APAIXONADA. Por que não fiz antes? Rsss!

O banho de acrílico protege e faz a selagem das unhas o que evita quebras e a ainda faz o esmalte comum durar de 15 até 20 dias!
A manutenção é feita de acordo com o crescimento das unhas da cliente. Normalmente são mensais, mas algumas mulheres tem o crescimento mais lento e podem ficar ainda mais tempo sem precisar de manutenção.
Hoje fazem 10 dias que fiz as unhas com o banho e minhas unhas estão impecáveis. Já reparei que não lasca e não quebra, sendo ideal para unhas frágeis.

Outra grande vantagem é que o banho de acrílico não danifica as unhas naturais e também não é preciso alongar as unhas para receber o banho.

No Pietra Nail Bar, após as etapas de polimento, é aplicado uma proteína da marca Organic Nails para ajudar no fortalecimento da unha natural. Após a aplicação do acrílico, a secagem das unhas é feita na luz ultra violeta. Após isso, você pode escolher o esmalte da sua preferência para passar. Lembrando que, dessa vez sim, seu esmalte vai durar muitos dias! Uhuuuul!!

O banho de acrílico custa R$100,00 e a manutenção também. La no Nail Bar, percebi que as mulheres estão optando por esse tipo de esmaltação, já que o esmalte dura por muito mais tempo. As minhas unhas não ficaram pesadas e nem artificiais. Ficaram super bem feitas: lisas, finas e com o formato natural. É um processo praticamente artesanal, onde se cria novas unhas por cima das naturais, por isso, é necessário muito cuidado. E a Ariani Yoshida caprichou!

Uma dica importantíssima que dou: desconfie de aplicações por um preço muito barato. Notei que os materiais das melhores marcas custam caro, o que é repassado no custo da aplicação.

Estou muito contente com minhas novas unhas! Me sigam nas redes socias para acompanhar as próximas atualizações!

Para mais informações:
Pietra Nail Bar: Shopping Hauer – Rua Coronel Dulcídio, número 775, loja 04
(41) 3308-4017

Por Lu Valim, em 7 de julho de 2016 – Estética e Entrevistas.
Diástase abdominal na gestação

Colunista: Tatielly Matos

Vocês sabem o que é diástase abdominal?
Durante a gestação diversas alterações acontecem no corpo da mulher. Algumas provocadas por hormônios como relaxina, progesterona e estrogênio, associadas ao crescimento do útero gravídico provocam o estiramento da musculatura abdominal em ate 20 cm.
Além do estiramento excessivo do musculo também ocorre frouxidão da linha alba, podendo levar a separação dos feixes do musculo reto abdominal dando origem a diástase abdominal.
Isso pode ocorre já a partir do segundo trimestre de gravidez, porem é mais comum nos últimos meses de gestação. O espaço entre os feixes musculares do reto abdominal ficam entre 1 e 3 cm de largura, podendo chegar ate 15 cm de comprimento, e a diástase pode aparecer na região do umbigo, acima e abaixo sendo mais comum na região supra umbilical.

A diástase abdominal é assintomática, muitas mulheres nem sabem que apresentam essa alteração na musculatura.
O principal problema que pode ocorrer devido a diástase é o enfraquecimento da musculatura e diminuição na sua capacidade de estabilizar o tronco, com isso há um predisposição no aparecimento de dor na região lombar devido as alterações biomecânicas.
Normalmente as alterações que ocorrem no corpo durante a gestação voltam as condições pré gravídicas em um período de 6 a 8 semanas após o parto, porem a força total do musculo reto abdominal pode demorar ate 6 meses para voltar.
As mulheres que praticam atividade física antes de engravidar e possuem um abdômen fortalecido apresentam menos chance de ter a diástase abdominal.

TRATAMENTO
O tratamento é conservador, através de exercícios físicos específicos e uso de eletroestimulação. Com objetivo de recuperar a tensão muscular, melhorar o tônus, a força e estimular o fluxo sanguíneo na musculatura.
Alguns casos tem indicação cirúrgica, normalmente quando o espaço entre os feixes musculares são superiores a 3 cm. O ideal é sempre consultar um profissional.

Duvidas: tatielly@aldoraspaestetica.com.br
Tatielly Matos
Fisioterapeuta Dermatofuncional

www.aldoraspaestetica.com.br