Por Lu Valim, em 24 de setembro de 2014 – Coluna Nutricional.
Nutrição durante a gestação

Colunista: Melissa Santos

Olá, leitoras! Vamos aproveitar que a Lu Valim e a colunista Bia Nauiack (ambas minhas pacientes) estão gravidinhas e vamos falar sobre a importância de uma boa alimentação durante a gestação? :)

1) A importância da Alimentação equilibrada:

A gravidez é um momento especial em sua vida. E a boa nutrição é, agora, mais importante do que nunca. Mulheres com uma nutrição adequada durante a gravidez tem menos complicações e dão à luz a bebês maiores e mais saudáveis. O popular “você terá que comer para dois” é de certa forma, verdadeiro. Embora não precise comer duas vezes mais quantidades de alimentos, o que você come é, agora, duas vezes mais importante. O seu corpo precisa de alimentos nutritivos para você se manter saudável, ganhar a quantidade de peso desejável e fornecer os nutrientes que seu filho necessita para crescer e se desenvolver de maneira adequada.

Os nutrientes: Blocos construtores do Bebê
As proteínas, calorias, vitaminas e minerais são essenciais para o desenvolvimento de um bebê saudável. Se existe excesso ou falta desses nutrientes, o desenvolvimento das células não é perfeito, e o bebê pode nascer com peso baixo. As células do bebê em desenvolvimento são feitas principalmente de proteínas, e as mudanças no corpo da mãe, particularmente a placenta, também necessitam delas. As melhores fontes de proteínas são as carnes, os ovos e o leite e derivados.

Calorias: Combustível para o feto
Os carboidratos devem ser a fonte primária de calorias. Eles são convertidos rapidamente em energia. As gorduras dos alimentos podem também, serem usadas para energia. Mas os carboidratos, e não as gorduras, são necessárias para o sistema nervoso e cérebro de seu bebê. Os alimentos ricos em carboidratos, como as frutas e os amidos (pães integrais, cereais, grãos, entre outros) são o combustível da vida.

Vitaminas:
Para a utilização da energia dos carboidratos, as vitaminas são essenciais. Elas são necessárias para a maioria das funções do corpo. Todas as vitaminas são importantes durante a gravidez e a maioria pode ser obtida através de uma alimentação variada. Uma vitamina especialmente importante durante, assim como antes da gravidez, é o ácido fólico encontrado em fígado, carnes, ovos, hortaliças folhosas verdes, nozes, cereais integrais, suco de laranja e banana.

Minerais:
Os minerais também têm muitas funções. Dois minerais importantes durante a gestação são o cálcio e o ferro. Se você não ingere em quantidade suficiente, seu bebê em crescimento irá usar o cálcio de seus ossos e o ferro de seu sangue. Isso será muito ruim para você.
Fontes:

- cálcio: leite, leite de cereais, iogurte, queijos, hortaliças verde-escuras (couve, brócolis, folha de mostarda), salmão, sardinhas.
- ferro: vísceras (ex: fígado), carnes, peixes, aves, gema de ovo, feijões, ervilhas, lentilhas, grão integrais, nozes, hortaliças de folhas verdes, figo.

2) Mal–estar matinal:

Mal-estar matinal (e a qualquer hora do dia) é comum no início da gravidez e usualmente dura até o terceiro mês. Ele é caracterizado por náuseas e eventuais vômitos, e cessa espontaneamente. É causado, principalmente, pelas mudanças hormonais que levam a uma maior sensibilidade a odor, sabor e luminosidade.

Precauções:
Faça uma lista dos alimentos que fazem você se sentir melhor.
Abra as janelas para limpar o ar.
Use sabonete, sabão e detergente sem odor.
Se possível fique longe de odores provocados por alimentos sendo preparados.
Relaxe! O estresse pode também deixá-la nauseada.
Descanse bastante. A fadiga pode aumentar a náusea.

Sugestões para náuseas e vômitos:
Antes de ir para a cama faça um lanche pequeno. Exemplo: bolacha água e sal com queijo magro e um copo de suco, ou cereais com leite.
Mantenha bolacha água e sal, torradas ou cereais secos na mesa da cabeceira, para comer pela manhã, antes de você se levantar da cama.
Levante lentamente da cama.
Limonada ou limão pode ajudar a controlar a náusea.
Experimente também alimentos salgados, como bolacha água e sal.
Coma carboidratos de fácil digestão, como cereais, biscoitos, purê de batata, arroz, macarrão sem molho, frutas e hortaliças.
Evite misturar alimentos quentes e frios na mesma refeição.
Evite ficar com o estômago vazio. Faça refeições pequenas e freqüentes (cerca de 5 a 6 por dia) a cada 2 a 3 horas.
Faça lanches ricos em proteínas, como queijos e carnes.
Quando você se sentir nauseada tome um pouco de água mineral ou refrigerante de limão.
Ingira líquido entre, ao invés de junto com as refeições.
Coma lentamente e mastigue bem os alimentos.
Evite alimentos com odores e sabores fortes.
Evite alimentos gordurosos e muito condimentados.
Coma alimentos à temperatura ambiente. Alimentos quentes tendem a ter odor mais forte, que pode desencadear náusea.

Diferentes soluções funcionam para diferentes mulheres. Veja o que funciona para você!

Nutricionista: Melissa Santos – CRN 11711

melinutri@gmail.com
Especialista em Nutrição Esportiva, Especialista em Fisiologia do Exercício, Especialista em Nutrição Clínica Funcional e Especialista em Fitoterapia Funcional.

Um comentário sobre o Post Nutrição durante a gestação


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado